01 março 2007

5º Festival do arroz e da lampreia

O Arroz e a Lampreia
Não existe consenso por parte dos historiadores quanto a origem da
introdução do arroz em Portugal Frei Francisco Brandão, na obra
Monarquia Lusitana, publicada em 1750 aponta para a possível
existência de arrozais já no reinado de D. Dinis, nomeadamente nos
terrenos alagadiços situados a sul de Montemor o Velho.
Também desde há longos séculos que os documentos referem a
existência da lampreia nas águas do Mondego e, na Idade Media a sua
captura através dos caneiros era precisamente um dos muitos
privilégios que o Rei exigia para si. Ficaram na história alguns litígios com
os pescadores de Montemor, pelo facto de lançarem armadilhas,
capturando-as antes de entrarem nos caneiros reais. As sanções
endurecem de tal ordem que, em 1423, D. João I determina que o
infractor fosse enforcado "pollo papo"!

O arroz carolino do Vale do Mondego
Para os leigos, o arroz é todo igual, branco, esguio, um simples alimento.
Mas em Montemor o arroz carolino do Vale do Mondego é especial. Com
uma longa tradição que lhe confere uma maior qualidade, este arroz é
simultaneamente versátil e ecléctico. De grão longo e arredondado, o
arroz carolino adequa-se como nenhum outro à gastronomia tradicional,
à culinária inovadora ou a gastronomia de outros países (arroz à pilaf, p.
ex.). Tanto se cozinha solto como malandrinho, podendo ser utilizado em
sobremesas uma vez que adquire facilmente os sabores e aromas dos
outros ingredientes.

7 comentários:

garina do mar disse...

costumam convidar-me mas nunca consegui vir a este... o ano passado tive de desmarcar já estava quase a entrar para o carro!!
agora às festas de Montemor já tenho ido...
talvez no 2º fim de semana por aí passe (mas não será pela lampreia!!)

A VER NAVIOS disse...

Caro Eugénio:
É preciso alguém puxar.
Agora é que isto está a ficar giro.
Abr.

Laurus nobilis disse...

sim... o arroz carolino do Vale do Mondego tem fama!

nautilinas disse...

Para saber esto e otras cosas mas, pueden ahora aceder al nuevo e guapissimo blog PILAS NÁUTICAS en http://pilasnauticas.blogspot.com

Te esperamos lá!

Besos de la equipe:
Nautilinas
Margaraça da Mata
Margarina do Mar

Margarina del Mar disse...

Holla!! Jo soy la primita de la Garina do Mar.
Vengo de Mexico e soy muy guapa e también mariniera!
Besos fuertes e, quando puderes, visita nosotros en el nuevo blog «Pilas Náuticas», en http://pilasnauticas.blogspot.com

Margarina del Mar disse...

Infuermo que «malo gusto» es no tener sentido de humor e ser intolerante e, pior que todo, invejoso!

Quién apagar esto, es intolerante e no tiene sentido de humor («pilhérias», como se diz en portugués).

No apagues, Eugénio, qué para ficar como recuerdo!

Lolé!

Sailor Girl disse...

LOLÃO!!!!!

Bem, mas eu vim aqui divulgar a Exposição «Maternidades» que vai estar patente em Montemor-o-Novo. Trata-se de uma exposição de bonecas artesanais do Congo, Angola e Portugal, tendo em comum a representação da maternidade ou, em sentido mais lato, da fecundidade. Um olhar sobre o feminino, de 6 a 11 de Março, na Livraria Fonte de Letras, em Montemor-o-Novo.
Paralelamente à exposição, decorre uma venda de Cocôas, bonecas de meia criadas por Diana Regal a partir de técnicas artesanais.

Oferta especial às mulheres que visitem a exposição e tomem um chá, pois ser-lhes-á oferecida uma Mãe-Pada (boneca de massa de pão doce).

Uma iniciativa Colecção B, Associação Cultural.

Fonte de Letras - Livraria, Lda. • Rua das Flores, 10/12 7050-186 Montemor-o-Novo, Portugal. Tel.: 266899855 • Fax: 266899854 • Email: fontedeletras@mail.telepac.pt

MAIS INFORMAÇÕES NO MEU BLOGUE «LUANDA AZUL» (http://luanda-azul.blogspot.com)

Abração!