30 julho 2009

Fugindo às águas.....

Pela 1ª vez neste blog faço uma postagem que nada tem a ver com a água ou o mar, mas não resisto a fazer copy/paste do post do nosso amigo Tony/Pardal

Nada tenho contra os paneleiros (nem contra os gays), sim porque há uma diferença: gay são licenciados, paneleiros são os pedreiros. Pelo menos eu nunca vi um arquitecto paneleiro, nem um pedreiro gay, mas um governo de Portugal que atira tudo para trás, para fazer bandeira do programa eleitoral uma merda que preocupa 0,01 % dos portugueses.....

Aqui vai o texto do Tony/Pardal que subscrevo.

Paneleiros

Durante a próxima legislatura, o PS compromete-se a combater todas as discriminações e, em particular, a envidar todos os esforços no sentido de proporcionar a todas as pessoas, independentemente da sua orientação sexual e identidade de género, o pleno usufruto dos direitos constitucionais. Com este passo, acreditamos contribuir para uma sociedade
mais justa, estruturada no respeito pelos Direitos Fundamentais, pela democracia e pela inclusão de todas as pessoas.
Assim, o compromisso do PS assenta em:
• Propor a aprovação de uma Lei da Igualdade;
• Remover as barreiras jurídicas à realização do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo;
• Aperfeiçoar os mecanismos de apoio a vítimas de discriminação em função da orientação sexual e identidade de género;

(in Programa Eleitoral do Partido Socialista)



O PS propõe aos Portugueses o casamento dos "paneleiros" e das "fufas", como medida de denselvolvimento para o país. Nada tenho a ver com aquilo que cada um enfia nos mais diversos oríficios humanos, nem sequer pretendo criticar toda aquela "malta" hormonalmente descompensada. Critico sim, estes paneleiros modernistas que querem transmitir às gerações futuras que o casamento é "descartável". Critico de forma bem grosseira e bem alto, todos os paneleiros que querem-me demonstrar que dois "bichas" são um casal e podem educar os filhos dos outros - adoptando-os. Critico um partido que quer legislar sobre o que não é legislável.

O meu Portugal encontra em 2009 um primeiro-ministro, que quer atraír os votos da paneleiragem e da fufaria e lá vai mandando suavemente estas "bujardas". Irónicamente, o programa do PS é posto na NET no mesmo dia em que o governo concede 200,00€ a cada casal que tiver um filho. Porque não dar 500,00€ a cada paneleiro que tiver um filho pelo cú, ascendendo a 750,00€ para os casos de "cesariana" ou lesões hemorroidais !!

E como a oposição neste país, está de rastos e sem imagem de alternativa credível, o PM entende que é a altura de erguer a bandeira da paneleiragem. Que me perdoem, mas filho meu jamais será adoptado por um casal de "paneleiros". No dia seguinte à eleição, irei com a minha mulher fazer um testamento num cartório Notarial nesse sentido. Vale o que valer, na certeza porém que na véspera irei votar pela 2ª vez (na minha vida) numas legislativas. Não votarei em melhores politicos (certamente), mas votarei contra a esta paneleiragem do PS e do Bloco.

07 julho 2009

Ferias Milfontes I

Não podia ter melhor horizonte para sul
Para oeste
e para norte

Adicionar imagem